PARQUES NACIONAIS: S.O.S. educação ambiental

Na qualidade de integrante do Conselho dos Parques Nacionais (ParNas) Serra Geral e Aparados da Serra, a MIRA-SERRA avaliou a visitação pública neste final de semana. 

Não há razão de colocar “atrativos” onde a natureza é pródiga! Precisa, sim, é orientar o público para melhor apreciar o espetáculo. Exemplo disto é a RPPN Buraco da Araras, em MS.
Não precisa “drone” interferindo com a avifauna e nem dar mau exemplo ultrapassando áreas proibidas. Com um celular mediano se obtém imagens fascinantes.
Belezas naturais acompanham o visitante em todo o trajeto até os Parques Nacionais.

Chamou a atenção os cerca de 500 automóveis estacionados, que levaram um significativo número de pessoas com comportamentos lastimáveis.

Automóveis tem maior proteção do que a biodiversidade do Parque Nacional …E a Unidade Conservação de Proteção Integral não cobra ingresso! 🤦‍♂️🤦🏼‍♀️

Aliás, a paisagem deslumbrante pouco importava. O interesse era o melhor ângulo da “selffie”. 

Além da imprudência e do mau exemplo, visitantes flagrados fora das áreas permitidas, comprometem a imagem dos Parques Nacionais – caso ocorram acidentes.

Entre outras incompatibilidades com a Unidade de Proteção Integral, nosso grupo técnico teve que passar por várias queimadas na área de amortecimento dos ParNas, resultando em irritação na garganta ou nos olhos. 
O turista que busca ar puro deve ir a outro local…