MANIFESTO CONTRA ATIVIDADE NO PARQUE NACIONAL APARADOS DA SERRA

O Instituto MIRA-SERRA, e ONG conselheira eleita para uma das vagas na categoria de entidade ambientalista no Conselho Consultivo dos Parques Nacionais Aparados da Serra e Serra Geral, bem como as entidades ambientalistas abaixo subscritas, se manifestam contrárias à realização do “Test Drive Jeep
Compass” (e similares),  nos dias 24 e 25 deste mês no ParNa Aparados da Serra.
Por si só, o link https://www.youtube.com/watch?v=lItla-dlkag&feature=youtu.bee  que mostra o tipo de material a ser produzido é incompatível com uma Unidade de Conservação de Proteção Integral.
A divulgação do “Test Drive Jeep Compass” (https://www.facebook.com/Parques-Nacionais-de-Aparados-daSerra-e-da-Serra-Geral-576988735693635/),dia 19/7/2018, surpreende visto que o Plano de Manejo do Parque Nacional Aparados da Serra não contempla tal atividade e não houve consulta ao respectivo conselho.
Todo local é extremamente frágil, visto se tratar de um ecossistema do ameaçado Bioma Mata Atlântica, dentro de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral (!)
Por mais criterioso que seja o acompanhamento, as postagens do órgão gestor mostram, claramente, que a preocupação é com a segurança do visitante e do condutor , assim como o pedido de desculpas pelo transtorno.
O estudo do impacto de carga é desconhecido.
No ano de 2000 , houve isolamento de trechos em função de pesquisa com abelhas nativas endêmicas (Monoeca xanthopyga). Por ali transitam pumas / Puma concolor, entre outras inúmeras espécies da fauna nativa silvestre, que deveriam ser o alvo da proteção integral. No entanto, o ruído e trepidação dos veículo (entre outros sons quse são percebidos na “propaganda” disponível no citado link) causarão impactos não previstos, incluindo a possibilidade de afugentamento da área em que deveriam estar seguros.
Cabe indagar qual a finalidade destas concessões, a exemplo do que ocorreu com o desastroso uso das filmagens autorizadas nos ParNas em tela, em episódio da série norte-americana “Desafio em dose dupla (Dual Survival)” – episódio 9 da sexta temporada (Discovery Channel, disponível em https://drive.google.com/file/d/0B1chk7F7U6b8alJNVVcxYmpyWlE/view e a versão brasileira https://youtu.be/OXEoR0TtX0E). Que espécie de propaganda e que tipo de público está se pretendendo, quando árvores são cortadas, animais caçados e assados em fogueira? E, logo em seguida, temos o “Test Drive Jeep Compass”, cujo episódio filmado
no Jalapão seria prova suficiente de que os princípios da precaução e da prevenção passam ao largo… Ainda, que educação ambiental se pretende nestas Unidades de Conservação, quando os usos vão ao arrepio do plano de manejo e do simples bom senso? Qual a razão de espaços similares na área de amortecimento dos ParNas serem esquecidos, priorizando espaços para usos que transtornam a vida silvestre da Unidade de Conservação? A proteção integral da biodiversidade nos parques nacionais tem preço para que se esqueçam de estudos mínimos que garantam seus objetivos?
A exploração de área para determinados usos, como parece ser o novo direcionamento nestes ParNas e sem a ciência pretérita do Conselho, é no mínimo, muito questionável. Além dos danos decorrentes desta atividade automotiva, dos quais não temos conhecimento algum, é de indagar sobre os “reais” benefícios que possam trazer para a preservação da biodiversidade nesta Unidade de Conservação.
Subscrevem este manifesto:
Instituto MIRA-SERRA, INGá, AIPAN, Movimento Roessler , GESP, AMA- Guaíba, IGRÉ, UPAN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *