PELA FZB!

25/4/2017

A MIRA-SERRA esteve presente na Audiência Pública que debateu o futuro do patrimônio material e imaterial proveniente da extinção da FZB, a concessão do Parque Zoológico de Sapucaia do Sul e o desmembramento do Horto Florestal, realizada ontem à noite, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Foi representada pela sua coordenadora executiva, jorn. Gelcira Teles.
A ONG é contrária à gestão do patrimônio natural público pela iniciativa privada. Segundo a Apedema (da qual a MIRA-SERRA é coordenadora, com UPAN e INGA), as instituições afetadas e organizações científicas de renome internacional já provaram que o custo da manutenção pública é insignificante frente ao prejuízo (estadual, nacional e até mundial) advindo do processo de extinção. 
“Nos causa perplexidade que, por todos os motivos consistentes e contrários à extinção e pelos remanejos incertos e duvidosos do patrimônio público (ex.:quem serão os especialistas, se demitirem os atuais?), a idéia ainda não tenha sido sepultada”, pontua a presidente da ONG, biól. Lisiane Becker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *